terça-feira, 24 de maio de 2016

ESTUDO 50 ESTUDO EVANGÉLICO Livro: Palavras de Vida Eterna "No Solo do Espírito"


Livro: Palavras de Vida Eterna

Francisco Cândido Xavier pelo Espírito Emmanuel

ESTUDO 50



"No Solo do Espírito"


"E outra caiu em boa terra e deu fruto; um a cem, outro a
sessenta e outro a trinta."
 - Jesus
(MATEUS, 13:8)

Emmanuel se baseia na "Parábola do Semeador" para desenvolver o tema desta lição e transfere a imagem para o solo do Espírito, que representa a condição moral e intelectual de cada um, no qual encontramos todos os tipos de terrenos espirituais, ou seja, homens - espinheiros, homens - parasitas, homens - calhaus, homens – superficiais, homens - venenos, etc., mas, também, homens - searas, que trazem consigo o solo produtivo do caráter reto, que sabem acolher as sementes do conhecimento superior, produzindo as colheitas do bem para o próximo.

A Parábola do Semeador resume o caráter, o feitio moral de cada Espírito, ao mesmo tempo em que ensina como distingui-los pela maneira como recebem os ensinamentos espirituais.

Pelo modo de agir vemos aqueles que, diante dos ensinamentos de Jesus, são "beiras de caminho" os quais passam todas as idéias grandiosas sem gravar nenhuma delas, são "pedras" impenetráveis às novas idéias; são espinhos que sufocam o crescimento de todas as verdades, como plantas espinhosas que matam os vegetais que tentam crescer a sua volta.

A "semente" representa os ensinamentos de Jesus, que são sempre os mesmos ensinados em toda parte, desde que o homem se achou em condições de recebê-los.

Se as propostas de aperfeiçoamento não agem com a mesma eficácia em todos, é por causa da variedade e da desigualdade de Espíritos que existem na Terra, uns adiantados, outros atrasados; uns propensos ao bem, à caridade, à liberalidade, à fraternidade; outros propensos ao mal, ao egoísmo, ao orgulho, apegados aos bens terrenos.

Na parábola, o semeador não semeou apenas em terra propícia, mas, em diversos tipos de terreno. Simboliza a misericórdia de Deus oferecendo oportunidade a todos os seus filhos, pois, os ensinos de Jesus não foram dirigidos para um grupo específico, mas, para todos sem distinção, porque são universais.

Como temos liberdade para escolher, a frutificação ou não da semente não depende do Semeador, e sim de cada um de nós.

Emmanuel convida a que façamos um exame, através da meditação, e será fácil reconhecermos que espécie de terreno estamos sendo.


Maria Aparecida Ferreira Lovo
Setembro / 2005

MATEUS 13
8 Mas outra caiu em boa terra, e dava fruto, um a cem, outro a sessenta e outro a trinta por um.

Centro Espírita Batuira

cebatuira@cebatuira.org.br
Ribeirão Preto (SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário