quinta-feira, 30 de setembro de 2010

CEIFA DE LUZ - Capítulo 22

CEIFA DE LUZ
Estudo de: João Batista da Costa

Capítulo 22 - Renovação em Amor
"E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem". Paulo (II Tessalonicenses, 3:13)
Um lembrete do Apóstolo Paulo naquela época onde era muito difícil falar da boa nova, as perseguições, as lapidações, o martírio no circo romano, as fogueiras. Conquanto, o lembrete amigo no prosseguimento da realização do bem.
A cada momento surgem convites diversos frente às dificuldades de relacionamentos, onde o desânimo impera em face às mudanças de comportamento.
A Lei age, em todas as situações, convidando-nos a profundas modificações necessárias para todos nós.
Emmanuel, em Renovação do Amor, começa a lição.
"Quando as crises te visitem, ante os problemas humanos, é justo medites nos princípios de causa e efeito, tanto quanto é natural reflitas no impositivo de burilamento espiritual, com que somos defrontados, entretanto, pensa igualmente na lei de renovação, capaz de trazer-nos prodígios de paz e vitória sobre nós mesmos, se nos decidimos a aceitar, construtivamente, as experiências que nos façam precisas".
Cada um de nós se encontra no lugar certo, nos momentos certos, com as oportunidades certas. Portanto:
"Se atingiste a integração profunda com as bençãos da vida, considera a tarefa que a Divina Providência te confiou.
Deus não nos envia problemas de que não estejamos necessitados.
Aceitação e paciência, sem fuga ao trabalho, são quase sempre a metade do êxito em qualquer teste a que estejamos submetidos, em nosso proveito próprio".
Necessitamos acima de tudo valorizar o tempo, se erramos tantas vezes, esqueçamos o ontem e visualizemos o amanhã promissor e façamos do nosso hoje oportunidade de acertos constantes.
Todo momento é oportunidade sublime de recomeçar.
"Se qualquer tempo é suscetível de ser ocasião para resgate e reajuste, todo dia é também oportunidade de recomeçar, reaprender, instruir ou reerguer".
Em qualquer momento de nossa vida, só existe um ingrediente que dará sabor a nossa vida que é o Amor. Sem o Amor diário não há caminho para a nossa felicidade.
"O Amor que estejamos acrescentando à obrigação que nos cabe cumprir é sempre plantação de felicidade para nós mesmos".
E Emmanuel termina a lição nos dizendo:
"Onde estiveres e como estiveres, nas áreas da dificuldade, dá-te à serenidade e ao espírito de serviço e entenderás, com facilidade, que o amor cobre realmente a multidão de nossas faltas, apressando, em nosso favor, a desejada conquista de paz e libertação".
No livro Antologia da Espiritualidade - Maria Dolores:
Lembrando-te, Senhor,
A Glória ao desabrigo,
Aspiramos a ser
Migalha do Natal permanente contigo!...
Faze-nos esquecer
As fraquezas e os erros que trazemos
E acolhe-nos na Luz, -
Na Luz eterna dos teus dons supremos...
Deixa que nós sejamos,
Na exaltação do bem que a tua vinda encerra,
Inda que seja um traço pequenino
Do Amor com que iluminas toda a terra!...
Concede-nos a benção de espalhar,
Junto daqueles que a penúria alcança,
O pão que supre a mesa
E o verbo da esperança!...
Onde a tristeza surja e a revolta se expanda
Em tormenta sombria,
Queremos ser contigo
A semente da paz e o toque da alegria...
Onde o infortúnio chore
Um sonho semimorto,
Anelamos doar, na força de teu nome,
A palavra de vida e reconforto!...
Ante o Natal de volta às províncias do Mundo,
Na doce canção que nos invade,
Transforma-nos, por fim, em parcela bendita
Da Celeste Bondade!...
Ampara-nos, Senhor, até que um dia,
Além de nossas trilhas inseguras,
Possamos nós também cantar, na harmonia dos anjos:
- Glória a Deus nas Alturas!...

Livro: Ceifa de Luz
Pelo espírito de Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
Caro Amigo
Se você gostou deste livro e tem oportunidade de adquiri-lo, faça-o, pois estará colaborando com instituições de caridade.

MESTRE QUERIDO!

"Mestre querido, ajude-me a buscá-Lo na alegria e na dor. Como Irmão mais velho, não me deixe cair pelas estradas da vida, por fraqueza ou preguiça. Segure minhas mãos e me conduza pelos prados verdejantes do jardim do Pai.

Querido Mestre, tire dos meus olhos a venda da imperfeição e faça de mim um instrumento do Senhor. Assim seja."
 
Pelo Espírito: Luiz Sérgio
Do livro: Rios de Oração
Psicografia: Irene Pacheco Machado

MESTRE QUERIDO!

"Mestre querido, ajude-me a buscá-Lo na alegria e na dor. Como Irmão mais velho, não me deixe cair pelas estradas da vida, por fraqueza ou preguiça. Segure minhas mãos e me conduza pelos prados verdejantes do jardim do Pai.