domingo, 29 de maio de 2016

DIANTE DO ELOGIO

DIANTE DO ELOGIO


Diante do elogio, Senhor, não nos permitas delirar, perdendo a exata noção do que somos.

Que as palavras elogiosas que nos ecoam aos ouvidos se nos convertam em incentivo ao trabalho.

A quem cumpre o dever, deve bastar a paz de consciência.

Quando não estamos preparados para recebê-lo, o elogio é um hipnótico que nos paralisa as forças do espírito.

Mil vezes preferível a crítica que nos induz a esforços de auto-superação do que o elogio que nos faz supor que já podemos cruzar os braços...

Mestre, o elogio não passa de excessiva generosidade dos amigos que, com certeza, pretendem nos elevar a auto-estima; não nos deixes interpretá-lo de modo diferente.

Se de ninguém escutaste na Terra uma palavra de apoio e encorajamento na obra do Evangelho, por que haveríamos de contar com o aplauso e o reconhecimento do mundo em nosso insignificante labor?...


Pelo Espírito: Irmão José 

Do livro: Preces e Orações 

Psicografia: Carlos A. Baccelli


Nenhum comentário:

Postar um comentário