quinta-feira, 7 de abril de 2016

O CANCER NA VISAO ESPIRITA

O CÂNCER NA VISÃO ESPÍRITA

Tema sobre o qual muita gente não gosta nem de falar, o câncer deve atingir em 2030 cerca de 27 milhões de pessoas, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Mas os últimos anos foram marcados por muitos avanços no tratamento e cura dessa doença. Surgiram ainda, e dentro do próprio meio acadêmico  de tradição historicamente materialista , novas abordagens que contemplam a espiritualidade do paciente, apontada como um importante fator para lidar com o problema, contribuindo também para a sua cura. E o interesse por essas terapias complementares tem crescido tanto que estão se multiplicando, por todo o mundo, os congressos e demais eventos sobre medicina e espiritualidade, como o que acontecerá em novembro deste ano em Bonn, Alemanha.

Médico-cirurgião e expositor espírita, o brasileiro Paulo Cesar Fructuoso é um dos que se interessam pelo assunto. A seguir, o SEI transcreve alguns trechos de entrevista que ele concedeu recentemente a uma publicação do Rio de Janeiro, a Revista do Espiritismo (ano 3, no 1).

Quando comecei a lidar com a doença, em 1972, ocasião em que cursava o terceiro ano médico, sabia-se muito pouco sobre a origem do câncer. Hoje, avançamos bastante, mas não o suficiente para compreender muitos dos enigmas dessa doença  afirma Fructuoso, que, como espírita, acredita que o câncer possa ter origem em vidas passadas. Para uma melhor compreensão de certas doenças, como o câncer, devemos sempre levar em conta aspectos científicos e aspectos espirituais. Certamente não é a primeira vez que estamos na Terra, nem será a última. Somos o produto exato do que fizemos, pensamos e falamos em vidas passadas. E somos nós que moldaremos nosso futuro de acordo com o comportamento atual. No dia em que a medicina comprovar a existência do Espírito, muitos véus que ocultam as causas dos insucessos terapêuticos cairão. Por que vacinamos nossos filhos contra doenças causadas por vírus e outros micro-organismos? Porque a ciência demonstrou que esses seres, imperceptíveis aos nossos sentidos, existem. Quando essa mesma ciência, através do desenvolvimento de equipamentos ultrassensíveis, demonstrar também a existência da alma, receptáculo da vida, muitas doenças poderão ser evitadas tão simplesmente pela mudança comportamental da humanidade  acrescenta o médico, que revela um procedimento particular antes de começar cada cirurgia: Faço minhas orações. Nossos pensamentos e preces são forças que repercutem por todo o Universo, transmitidos através do fluido cósmico universal, e assim chegam aos benfeitores espirituais. Essa energia é canalizada, redistribuída e revertida às pessoas enfermas. Nunca início uma cirurgia antes de um sincero Que Deus nos ajude!

O médico encerra a entrevista com algumas recomendações aos portadores de câncer e às demais pessoas de modo geral: Que se afastem drasticamente dos hábitos sabidamente nocivos, como, por exemplo, o ato de fumar. Que mulheres e homens façam seus exames preventivos, sem postergar; tenham suas responsabilidades com o corpo físico, templo do Espírito. 

Cuidado com as radiações solares, principalmente os indivíduos de pele muito clara, e com sua alimentação. Eu, particularmente, há muitos anos me abstenho de carne animal, à exceção de peixe. Cuidado também com o excesso de álcool. E muito zelo com o próximo, com nossos sentimentos. A filosofia espírita nos mostra que sofremos sempre naquilo que, em algum momento, propiciamos sofrimento aos outros. E que nossos esforços em nos aprimorarmos moralmente, o cultivo dos bons pensamentos, atos e sentimentos, nos libertam e vão aos poucos limpando nosso perispírito, criando a saúde espiritual e, de acréscimo, a física.

Conselho Espírita Internacional
Boletim SEI: E-mail: boletimsei@gmail.com
Junho 2012  no 2213

Nenhum comentário:

Postar um comentário