quarta-feira, 6 de abril de 2016

LIVRO É NOTÍCIA - APRENDENDO SOBRE O ESPÍRITO

LIVRO É NOTÍCIA

APRENDENDO SOBRE O ESPÍRITO

Cunhada por Allan Kardec, a expressão ‘emancipação da alma’ é pouco empregada na atualidade, sendo substituída por termos como desdobramento e dissociação.

No quinto volume da série “Aprendendo sobre o Espírito”, recém-lançado pela Sociedade Editora Espírita F.V. Lorenz, Flávio Távora Pinho descreve fatos colhidos em suas viagens pelo mundo, como aviador da Força Aérea Brasileira, através dos quais se evidencia esse processo de “libertação” do espírito encarnado do corpo físico.

Envolvente do início ao fim, a obra, que tem prefácio do pesquisador espírita Jorge Andréa dos Santos, apresenta narrativas curiosas, como a descrita no ano de 1973 por um jovem major do Exército americano, durante conferência na Escola de Estado-Maior do Exército, em Camberley, Inglaterra.

O major, durante uma incursão militar, caiu em poder dos opositores, permanecendo quatro anos encarcerado sob constantes torturas, e só conseguiu suportar a dramática situação pela faculdade que desenvolveu de desligar-se do corpo. Dessa forma, deslocava-se pelos espaços da prisão, permanecia junto dos guardas e ouvia o que conversavam, chegando ao ponto de aprender o idioma nativo. Com o treinamento adquirido para entrar em transe e abandonar o corpo, passou a visitar a própria família, nos Estados Unidos, mantendo longos diálogos com a esposa, quando ela estava dormindo e mais desprendida da matéria.

“Disse-nos o major, a 600 atentos e emocionados representantes de quase 60 países, naquela inolvidável manhã, que, graças às emancipações do seu corpo físico, aprendeu a valorizar a grandeza de Deus, o Senhor da Vida. Aprendeu a orar de uma forma que nunca fizera antes, a ver seres, paisagens e coisas de outra dimensão, alguns conhecidos, outros não. Contou que, com a superação dos efeitos das torturas, passara a melhor compreender a realidade espiritual e a atuação dos Espíritos” – conta Távora.

O autor, contudo, não se detém só nas narrativas, e aborda, de forma direta, questões que comumente suscitam dúvidas na maioria das pessoas, como, por exemplo, os conceitos envolvendo a mediunidade e a paranormalidade. E esclarece que na mediunidade ocorre a participação de um ou mais Espíritos, que atuam junto ao médium.

Já na paranormalidade o que se verifica é a produção de efeitos, como a movimentação de objetos ou até mesmo o desdobramento, por atuação exclusiva do próprio indivíduo encarnado.

“O uso de nomes diferentes para designar um mesmo fenômeno paranormal tem causado confusão. Como exemplo, cita-se a dupla vista, visão à distância, vista remota, clarividência sonambúlica e percepção remota. Todas essas designações guardam relação com a capacidade da alma ver seres ou eventos de outra dimensão. Elas se originam da libertação da alma do corpo, devido ao uso da vontade do próprio sensitivo, sem contar com a participação ou ajuda de Espíritos” – esclarece, acrescentando que as expressões Experiência Fora do Corpo e Experiência de Quase-Morte, por sua vez, designam, primordialmente, os efeitos experimentados pela alma quando se desprende do corpo.

O livro tem 216 páginas, 14x21cm, e nele podem ainda ser encontradas abordagens sobre “Sono e transe”, “Corpo etérico”, “Mediunidades”, “Inspiração e vidência”, “Cura e magnetismo”, entre outros temas de interesse aos estudiosos da Doutrina.

“Aprendendo sobre o Espírito – Emancipação da alma e as mediunidades”, este o título completo do quinto volume, pode ser solicitado à “Lorenz”, que atende a pedidos de todas as partes pela Caixa Postal 3133 – CEP 20001-970 Rio de Janeiro, RJ; pelo telefone (21) 2221-2269; ou diretamente em sua sede, na Rua dos Inválidos, 34, sala 903, no Centro do Rio.  


Conselho Espírita Internacional
Boletim SEI: E-mail: boletimsei@gmail.com

Sábado, 11/9/2004 - no 1902

Nenhum comentário:

Postar um comentário