sábado, 7 de março de 2009

PALAVRAS DE VIDA ETERNA – Estudo 9

Francisco Cândido Xavier – pelo Espírito Emmanuel

 Estudo n. 7

Tema: “MELHORAR PARA PROGREDIR”

 

“E a um deu cinco talentos e a outro dois e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade..." Jesus (Mateus, 25:15)

“Melhorar para progredir - eis a senha da evolução”.

“No íntimo de cada alma está depositado o germe de todas as faculdades, e de todas as potências, competindo-nos, portanto o dever de fazê-las frutificar pelos nossos esforços e trabalho” (01). 

Esta parábola exprime os deveres que nos cabem na ordem material, moral e espiritual. 
Somos todos filhos de Deus, não há privilégios nem exclusões para o Pai que reparte seus dons com todos igualmente. Cada um, porém, os exteriorizará segundo sua capacidade, empenho, interesse e trabalho pessoal.
 

Cabe assim a cada um, a responsabilidade de desenvolver ou multiplicar esses talentos, trabalhando pelo próprio progresso. 

Trabalho... Sinônimo de esforço... 

Esforço... Sinônimo de luta... 

A cada impulso na direção do bem, adquirimos gradativamente maior fortalecimento que impulsiona na busca de um ideal maior. 

Deus no instante da criação ao inserir em gérmen toda potencialidade perfectível, faculta a liberdade de escolhas que serão sempre pessoais. 

Esse trabalho é cíclico, envolvente, pois na proporção de novos estágios alcançados, enxergamos, visualizamos novos campos e perspectivas em aberturas cada vez mais atraentes e lógicas. 

A estrada é longa e a percorremos passo a passo, contando sempre com ajuda, incentivo e entusiasmo que o entendimento das finalidades propicia. 

Cada conquista feita será um passo à frente para alcançar novos horizontes, ampliar o campo de ações, passos esses facilitados para as novas e seqüentes aquisições. 

Alternadamente, construímos e quebramos algemas. Dificuldades são fatores evolutivos, conseqüências de conduta passada ou compromissos atuais. 

Oportunidades são oferecidas seguidamente, pois fomos criados para a superação, para a felicidade

A lei do progresso, lei natural e divina oferece os meios que precisamos e merecemos, para através do esforço e trabalho fazer eclodir as perfeições em latência. 

Talentos são oferecidos! 

Multiplicá-los? Armazená-los? 

Depende de cada um, fazê-los crescer ou deixá-los, pela inoperância sem frutos. 

A multiplicação desses talentos será conseqüência natural do trabalho que renova e de sentimentos elevados que engrandece, renovando lentamente a princípio, mas, numa velocidade tendente a crescer na proporção do esforço feito. 

A estrada é longa e a percorremos passo a passo, com a certeza de contarmos sempre com a ajuda Divina. 

Estudo, reflexão, esforço, trabalho, justiça e amor, base para cada qual se colocar nas trilhas da evolução dinamizando talentos. 

O “talento” da parábola, fala em valor amoedado de um tempo, numa época em que se detinha o homem nos aspectos materiais e ostensivos do viver. 

Hoje, fala-nos dos valores imperecíveis, de objetivos, de trabalho pessoal, onde cada um recolherá na medida e proporção em que investir através do trabalho pessoal da renovação moral dos sentimentos, pensamentos e atitudes onde o bem do próximo priorizará.

 

Bibliografia:

  • O porquê da vida ( 1 ) – Leon Denis
  • Evolução para o 3º Milênio – Carlos T. Rizzini

 

 

Maria Dalva Machado / Maria Aparecida Ferreira Lovo 

Janeiro / 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário