segunda-feira, 9 de março de 2009

EVANGELIZAÇÃO INFANTIL

Aula preparada para turma de 05-06 anos.

Tema: Reencarnação.

Objetivo: entender a importância da Reencarnação.

Incentivação: (dramatização feita pela evangelizadora) Evangelizadora grávida arrumando o quarto do futuro bebê (berço, roupinhas, mamadeira, sabonete, toalha, etc).

Desenvolvimento: (diálogo com as crianças).
  • é bom chegar gente nova em casa?
  • como vocês gostariam de ser recebidos?
  • vivência rápida de como cuidar de um bebê
  • explicar o que significa reencarnar, por quê os Espíritos precisam reencarnar na Terra e a importância de serem bem recebidos.
Fixação: o evangelizador pede que alguém conte como foi a chegada de um novo Espírito na sua casa.

Avaliação: as crianças contam como é a convivência delas com os irmãos mais novos.

Bibliografia: O Melhor é Viver em Família – no 8 – páginas 45 a 49, 68 a 70. Série: Evangelização no Lar CELD – RJ-1996

Texto de apoio ao Evangelizador (anexo, gravuras - fixação)   

                      A Doutrina Espírita, além de educadora e libertadora, é também evolutiva. Traz em seus postulados básicos a imortalidade da alma, apresentando um novo cenário para que possamos conhecer, abordar e conviver com este estágio transitório da vida. 
                      Mostra a Doutrina Espírita que, criados à imagem do Pai, simples e ignorantes, possuímos o livre-arbítrio que nos permite decidir em determinadas circunstâncias o caminho a ser seguido; e é o exercício desta faculdade que dosará o nosso grau de evolução nas diversas encarnações 
                     Portanto, nosso mundo natural não é a Terra; daí a necessidade primeira de encararmos a transitoriedade da nossa vida presente. 
                    Enquanto desencarnados, refazemos nossas forças na erraticidade, trabalhando e recuperando das mazelas cometidas na  última encarnação, aguardando nova chamada – oportunidade concedida pela extensão da misericórdia de Deus – para prosseguirmos nosso planejamento  individual de evolução. 
                     Chegada a hora, haveremos de voltar ao corpo de carne, com suas limitações, gozando da dose de liberdade que fizemos por onde merecer e com um planejamento claro a ser  cumprido. 
                      Neste instante, o Espírito começa a se preparar para uma nova viagem que dará início com a fecundação, ligando-se através do perispírito – molécula a molécula – no novo corpo que está sendo gerado e preparado para servir de sua moradia. 
                     Estaremos novamente frente a frente com nossos amigos e inimigos do passado, procurando reconstruir nossa longa trajetória, desfrutando de chances proporcionadas por nossos méritos e pela bondade do Pai Celestial. Deveremos, então, aproveitar cada oportunidade concedida para nossa evolução moral. 
           
Trecho extraído do artigo “Somos Seres Eternos” da Revista Internacional de Espiritismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário