quinta-feira, 14 de julho de 2016

NOTAS DA GRANDE IMPRENSA #APARIÇÕES DE ESPÍRITOS

NOTAS DA GRANDE IMPRENSA


APARIÇÕES DE ESPÍRITOS


Em 11 de março de 2011, um terremoto de 9 graus de magnitude seguido de um tsunami atingiu a costa nordeste do Japão, deixando um rastro de destruição e mais de 15 mil mortos e número superior a 2.500 desaparecidos. Em meio a todo esse caos e aos inúmeros depoimentos dolorosos dos que perderam a família e tudo mais na tragédia, outras histórias vêm impressionando os japoneses ao mesmo tempo que levando alento a muitos corações. Segundo testemunhos que se espalham pelo país oriental, mortos no cataclismo têm aparecido em várias partes. E foram tantos os casos que o tema se tornou objeto de uma pesquisa, realizada pela graduanda em sociologia Yuka Kudo (foto), de 22 anos, da Universidade Tohoku Gakuin. Foram entrevistadas 200 pessoas, dentre taxistas e moradores da cidade de Ishinomaki, devastada pelo tsunami. Delas, 15 disseram ter tido contato com fantasmas ou experimentado situações inexplicáveis.

O tema da vida após a morte já me interessava e eu tinha interesse em saber mais sobre os mortos do tsunami  contou Yuka à reportagem Japoneses relatam aparições de espíritos em área devastada por tsunami, publicada em 26 de fevereiro no site da BBC Brasil.

Entre os casos mais impressionantes colhidos por ela estão os de dois taxistas. O primeiro disse ter encontrado, numa noite, uma menina sozinha e perguntou-lhe pelos pais dela, ao que a garota respondeu estar só. O taxista se prontificou a levá-la em casa e a menina ensinou o endereço. Quando chegaram ao local indicado, o motorista a ajudou a descer do carro. A garota sorriu, agradeceu e, segundo contou, foi se desvanecendo na sua frente. Ele garante que pegou na mão da menina  disse a entrevistadora.

O segundo taxista disse ter apanhado uma passageira alguns meses depois da tragédia. Ela pediu para ser levada ao distrito de Minamihama, mas foi informada por ele que o lugar estava em destroços. Então a mulher lhe perguntou se ela tinha morrido. Quando o taxista olhou para trás, não havia mais ninguém.

No capítulo 6 de O Livro dos Médiuns, que trata Das manifestações visuais, Allan Kardec dirigiu à Espiritualidade Superior indagações sobre o tema. Eis algumas delas:

Os Espíritos podem se tornar visíveis?

- Sim, sobretudo durante o sono. Entretanto, certas pessoas os veem também no estado de vigília, mas isso é mais raro (1a questão).

É permitido a todos os Espíritos manifestarem-se visivelmente?

- Todos o podem, mas nem sempre tem a permissão nem o desejo de fazê-lo (3a questão).

Qual o objetivo dos Espíritos que aparecem com boa intenção?

- Consolar os que lamentam a sua partida; provar-lhes que continuam a existir e estão perto deles; dar conselhos e algumas vezes pedir assistência para si mesmos (6a questão, item a).

Se a visão dos Espíritos tem inconvenientes, por que é permitida em alguns casos?

- Para dar uma prova de que nem tudo morre com o corpo e de que a alma conserva a sua individualidade após a morte. Essa visão passageira é suficiente para dar a prova e atestar a presença dos amigos ao vosso lado, não tendo os inconvenientes da visão incessante (8ª questão).

A Federação Espírita Brasileira disponibiliza em seu site, gratuitamente para download, a versão digital de O Livro dos Médiuns e das demais obras da Codificação, além da coleção completa da Revista Espírita, de Allan Kardec. Está em

www.febnet.org.br/blog/geral/divulgacao/downloads-divulgacao/obras-basicas


SERVIÇO ESPÍRITA DE INFORMAÇÕES
Boletim SEI: E-mail: boletimsei@gmail.com
Edição 2259  Abril 2016
 Publicação digital, sob responsabilidade da Federação Espírita Brasileira. Distribuição mensal e gratuita



Nenhum comentário:

Postar um comentário