terça-feira, 3 de julho de 2012

Universo Quântico


Adenáuer Novaes

O Universo é infinito, ao menos na concepção da mente atual.  Nele cabem todas as representações psíquicas que o ser humano porventura conceba. Analisando o Universo sob o prisma da Física Quântica, admiti-se  a  existência  de  múltiplas dimensões nas quais tudo acontece  de  forma  a  justificar  os fenômenos  percebidos,  porém, improvável que se tenha de fato alcançado a essência das coisas. 
Ainda lidamos com representações, pois só é possível apreender pelos sentidos humanos o que é exterior, isto é, captável na frequência material.    A ciência ainda avançará na direção do Espírito, proporcionando  a  aquisição  de  conhecimentos  além daqueles  decorrentes  da  atual tecnologia,  que,  por  mais  avançada que seja, ainda é limitada.
A Física Quântica demonstrou que o Universo não obedece totalmente a lógica cartesiana e que existem dimensões que se interpenetram,  promovendo  a diversidade  de  entendimentos  e possibilidades  de  compreensão do que nos circunda.
   O Espiritismo, a partir dos estudos de Allan Kardec, nos trouxe a dimensão espiritual sem precisar de nenhum dos instrumentos da Física Quântica; tampouco criou sofisticadas teorias que exigissem raciocínios complexos nem difíceis equações matemáticas.  A dimensão espiritual, hoje comprovada matematicamente pela própria Física Quântica, é mais uma das infinitas dimensões disponíveis para a evolução do Espírito acontecer.  Elas se refundem, criando novas dimensões a serviço da construção de realidades, cada vez mais complexas e exuberantes para o Espírito alcançar seu desiderato.
Tudo isso promovido por um Criador que, ao menos simbolicamente, se encontra no íntimo de cada ser humano, realizando-se nele.  A consciência da presença divina em cada ser humano coloca-o como participante ativo na realidade à sua volta.
   O Universo Quântico engloba a dimensão espiritual que, por enquanto, é o patamar mais próximo que o espírito encarnado pode conceber.  Além dela, por causa do nível de evolução do Espírito, ainda não é possível conceber outras dimensões.
Falta-nos capacidades intelectivas para tal.  A Física Quântica e, antes dela, o Espiritismo, descortinam novos horizontes para que o Espírito apreenda outros paradigmas em sua caminhada.  Estudar, conhecer, vivenciar e divulgar o Espiritismo é estar conscientemente participando da ampliação do trabalho de Deus, tornando-se legítimo co-Criador.


  
Adenáuer  Novaes  é  Psicólogo  Clínico, residente  no  Brasil.  É  um  dos  diretores  da Fundação Lar Harmonia - Salvador-BA.

Jornal de Estudos Psicológicos
Ano II N° 6  Setembro e Outubro 2009  
The Spiritist Psychological Society


Nenhum comentário:

Postar um comentário