sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A GÊNESE

OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES SEGUNDO O ESPIRITISMO

Por ALLAN KARDEC (Autor de "O Livro dos Espíritos")

APRESENTAÇÃO

A Doutrina Espírita há resultado do ensino coletivo e concordante dos Espíritos.

A Ciência, chamada a constituir a Gênese de acordo com as leis naturais, pelos seus vários caminhos - a Astronomia, a Paleontologia, a Antropologia, a Geologia, a Física e a Química - a cada passo dado demonstra melhor as noções de Espaço Infinito e de Eternidade, aperfeiçoando a noção da Existência de Deus que se revela pela própriaNatureza e prova sua grandeza e seu poder pela imutabilidade das suas leis e não pela ab-rogação delas.

O Espiritismo é ao mesmo tempo uma ciência de observação e uma doutrina filosófica, como elucidou Allan Kardec. Como ciência prática, ele consiste nas relações que se podem estabelecer com os Espíritos; como filosofia, ele compreende todas as conseqüências morais que decorrem dessas relações; é, pois, uma ciência que trata da natureza, da origem e da destinação dos Espíritos. Do ponto de vista religioso o Espiritismo tem por base as verdades fundamentais de todas as religiões: Deus, a alma, a imortalidade, as penas e recompensas futuras, sendo contudo independente de qualquer culto. Os princípios fundamentais da Doutrina Espírita em seus três aspectos: filosófico, científico e religioso, encontram-se em "O Livro dos Espíritos", primeira obra básica do Espiritismo publicada, de caráter essencialmente filosófico. Esses princípios foram posteriormente desenvolvidos em outros livros considerados as outras obras básicas.

 No contexto geral das obras básicas do Espiritismo, "A Gênese" é obra de caráter eminentemente científico. Última a ser editada, desenvolve e completa a primeira parte de "O Livro dos Espíritos”, Das Causas Primárias, cujo objeto de estudo é DEUS e os dois elementos gerais do Universo, MATÉRIA E ESPÍRITO.

Em a INTRODUÇÃO à primeira edição publicada em Paris, 6 de Janeiro de 1.868, cujo título original é LA GENÉSE, LES MIRACLES ET LES PRÉDICTIONS SELON LE SPIRITISME, é o próprio Allan Kardec quem lhe define o objeto:
"Esta nova obra é mais um passo dado ao terreno das conseqüências e das aplicações do Espiritismo. Conforme seu título indica, tem ela por objeto o estudo dos três pontos até Agora diversamente interpretados comentados: A Gênese, os milagres e as predições, em suas relações com as novas leis que decorrem da observação dos fenômenos espíritas.

Dois elementos, ou, se quiserem, duas forças regem o Universo: o elemento espiritual e o elemento material. Da ação simultânea desses dois princípios nascem fenômenos especiais, que se tornam naturalmente inexplicáveis, desde que se abstraia de um deles, do mesmo modo que a formação da água seria inexplicável, se se abstraísse de um dos seus elementos constituintes: o oxigênio e o hidrogênio.

Demonstrando a existência do mundo espiritual e suas relações com o mundo material o Espiritismo fornece a chave para a explicação de uma imensidade de fenômenos incompreendidos e considerados, em virtude mesmo dessa circunstância, inadmissíveis, por parte de uma certa classe de pensadores. Abundam nas Escrituras esses fatos e, por desconhecerem a lei que os rege, é que os comentadores, nos dois campos opostos, girando sempre dentro do mesmo círculo de idéias, fazendo, uns, abstração dos dados positivos da ciência, desprezando, outros, o princípio espiritual, não conseguiram chegar a uma solução racional.

Essa solução se encontra na ação recíproca do Espírito e da matéria. É exato que ela tira à maioria de tais fatos o caráter de sobrenaturais. Porém, que é o que vale mais: admiti-los como resultado das leis da Natureza ou repeli-los? A rejeição pura e simples acarreta a da mesma base do edifício, ao passo que, admitidos a esse título, a admissão, apenas suprimindo os acessórios, deixa intacta a base. Tal a razão porque o Espiritismo conduz tantas pessoas à crença em verdades que elas antes consideravam meras utopias.

O Espiritismo não encerra mistérios, nem teorias secretas; tudo nele tem que estar patente, a fim de que todos o possam julgar com conhecimento de causa ".

Para deixar claramente definidos os papéis respectivos dos Espíritos e dos homens na elaboração da nova doutrina e afastar qualquer idéia de misticismo, o objeto do primeiro capítulo de "A Gênese" intitula-se : Caracteres da Revelação Espírita, para o qual deve-se voltar séria atenção porque, de certo modo, está ali o âmago da questão.

Não obstante, ser a obra um complemento das que a precederam, contém ela algumas teorias sobre as quais Kardec se refere com "ainda hipotéticas, que tivemos o cuidado de indicar como tais e que devem ser consideradas simples opiniões pessoais, enquanto não forem confirmadas ou contraditadas, afim de que não pese sobre a doutrina a responsabilidade delas"

No estudo, pois da obra deve-se distinguir a parte apresentada como complementar da Doutrina, daquela que o próprio Allan Kardec considera hipotética e pessoalmente dele. Contudo, como esse seu aviso foi feito há mais de 130 anos, pode-se, agora, inclusive observar se houve confirmação ou contradição de tais teorias pelo progresso da Ciência.

Em seus demais capítulos são tratados à luz da mais pura razão e com inenarrável beleza e sensibilidade os palpitantes temas como: Existência de Deus, Origem do bem e do Mal, Papel da Ciência na Gênese, Antigos e modernos sistemas do mundo, O espaço e o tempo, A matéria, As leis e as forças, A criação primária, a Criação universal, A eterna sucessão dos mundos, A vida universal, Diversidade dos mundos, Períodos geológicos, Teorias sobre a formação da Terra, Gênese orgânica, Escala dos seres orgânicos, O homem corpóreo, Gênese espiritual, União do espírito à matéria, Hipóteses sobre origem do corpo humano, Encarnação dos espíritos, Reencarnações, Emigrações e imigrações dos Espíritos, Gênese mosaica, entre outros e, definindo e explicando em o capítulo entabulado "Os Milagres" o sentido de milagre, do ponto de vista teológico e do ponto de vista natural, onde apresenta detalhado estudo sobre a natureza dos fluidos e suas propriedades, dando a explicação de fenômenos considerados sobrenaturais e enfocando, sob esse aspecto, os milagres do Evangelho e a superioridade da natureza de Jesus, termina por apresentar racional enfoque sobre a teoria da presciência, abordando as predições do Evangelho e sua relação com os tempos atuais e futuros .
A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo, de Allan Kardec, em seu conteúdo totalmente isento de preconceito religioso ou sectarismo filosófico, estudando cada tema diante dos fatos, em abordagem de caráter científico e de forma objetiva e concludente, a par de primorosa disposição didática, é obra da mais alta importância e significado para o estágio atual da humanidade, dando àqueles que a lêem e nos quais opera grande transformação moral, a mais ampla visão que o homem pode ter de sua própria natureza.

Denizart Castaldeli
Junho/2001

Nenhum comentário:

Postar um comentário